Johan Stevens

CEO da Sanitop

Até 1988, prosseguiu a sua escolaridade na Bélgica, concluindo, em Bruxelas, uma pós graduação em gestão de empresas, com especialidade em negócios internacionais. Fazendo aí, simultaneamente, as suas primeiras experiências práticas de gestão na pequena produção familiar de cerveja.

De 1989 a 1992, foi assistente do director geral da maior empresa belga no sector da comercialização de material sanitário, a Van Marcke. Uma multinacional, presente em cinco países, onde trabalhou principalmente nas áreas de compras e logística.

Em 1993 inicia o projecto empresarial na área do material sanitário e de climatização, a Sanitop. No início a equipa era constituída apenas por duas pessoas. Seis meses depois foi admitido o primeiro colaborador. Hoje, são perto de 170 colaboradores, possui 20 centros de atendimento a nível nacional e o volume de vendas é superior a 32 milhões de euros.

Em 2013 foi iniciado o projecto da Sanitop em Moçambique, que actualmente tem uma equipa de 15 pessoas. Para além deste projecto, a Sanitop também opera em Cabo Verde através de uma representação.

É conselheiro em assuntos económicos junto da Embaixada da Bélgica em Lisboa e membro do Conselho Consultivo da APCMC (Associação Portuguesa de Comerciantes de Materiais de Construção).

É sócio-gerente das empresas portuguesas Sanitop (material sanitário e de climatização com destaque para as energias amigas do ambiente), da Felposa (imobiliária), da Sanitop Moçambique, da empresa belga Bvba IDE e administrador da VGH Alemanha.

Johan Stevens fala e escreve fluentemente seis línguas e concluiu no início de 2010 o terceiro e último ano do Owner-President Management Programm da Harvard Business School, nos Estados Unidos.